Acções e Iniciativas

Deputado do PCP, Bruno Dias e dirigentes regionais do PCP, visitou os concelhos de Caldas da Rainha e Marinha Grande.

Imprimir
Criado em segunda, 04 junho 2018, 19:52

WP 20180528 11 WP 20180528 18

WP 20180528 14

 

No dia 28 de Maio, segunda-feira, uma Delegação do PCP integrada pelo Deputado Bruno Dias e dirigentes regionais do PCP, visitou os concelhos de Caldas da Rainha e Marinha Grande. 
 
A visita começou com um encontro com a Comissão de Utentes da Linha do Oeste e com utentes desta linha. A delegação do PCP constatou uma vez mais os inúmeros problemas com que se confrontam os utentes deste serviço público e foi informada que nesse dia uma delegação da Comissão de Utentes estava na Assembleia da República a entregar uma petição com mais de 6400 assinaturas exigindo ao Governo a modernização e requalificação da Linha do Oeste, substituição ou manutenção do material circulante e a modernização da via. Exemplificativo da situação vivida diariamente foi o facto de um dos comboios que estava para chegar durante este encontro estar a circular com mais de 1h20 de atraso. O PCP reafirmou a solidariedade com os utentes, garantindo que vai continuar a intervir em todos os planos na defesa da ferrovia e do serviço público de transportes. 
 
Ao inicio da tarde realizou-se um encontro com mariscadores e pescadores na Lagoa de Óbidos que recentemente exigiram a intervenção do Governo e autoridades competentes para desbloquear a ligação desta Lagoa ao mar. Neste encontro a delegação do PCP ouviu o conjunto de problemas que afectam estes mariscadores e pescadores, nomeadamente a falta de condições para o desenvolvimento da sua actividade, como a não existência de um pontão para apoio à pesca. Estando neste momento a ligação da Lagoa ao mar desbloqueada a questão no centro das preocupações desta comunidade é a da dragagem da Lagoa e a forma como será feita, que no entender daqueles profissionais não pode comprometer a sobrevivência das famílias que dependem daquela actividade.  Foram muitas as queixas pelo facto de a sua opinião não ser ouvida pelas autoridades competentes. Também neste plano o PCP se comprometeu a intervir, no sentido de exigir a salvaguarda dos interesses deste sector e protecção da Lagoa.
 
O dia terminou na Marinha Grande com reuniões com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e com a Comissão Popular "O Pinhal é nosso" e com uma visita ao Parque do Engenho. A delegação do PCP tomou conhecimento do processo de reflorestação da área ardida e da protecção da área não ardida, constatando com preocupação as insuficiências de meios do ICNF, nomeadamente de técnicos superiores e o atraso da vinda dos 35 assistentes operacionais anunciados para o terreno, que serão contratados com um contrato de apenas 1 ano. O PCP vê ainda com preocupação o atraso na limpeza das áreas não ardidas decorrente da falta de meios; a perda de capacidade produtiva no segmento da resina, não recuperável nos próximos 50 anos; a fraca capacidade da indústria nacional em absorver todo o material lenhoso; nos entraves colocados pela União Europeia à compra do produto nacional e nas insuficiências para a reflorestação artesanal do Pinhal. 
 
O PCP reafirmou a exigência da salvaguarda do Pinhal de Leiria, a sua reflorestação e protecção, por via da garantia do reforço de meios para que a sua gestão continue a ser feita pelo ICNF, potenciando a capacidade instalada e experiência dos seus trabalhadores, ao mesmo tempo que manifestou a sua posição de contrariar quaisquer intenções de privatizar ou retirar da gestão pública/Estado o Pinhal de Leiria.
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2018 Organização Regional de Leiria do PCP | www.pcp.pt | Joomla Templates Free.