segunda-feira, 10 agosto 2020
  • Início

Acto público de apresentação de candidatos às eleições autárquicas de 2017.

SAM 0089 SAM 0123

SAM 0118 SAM 0126

A CDU do Bombarral realizou no dia 25 de Abril o seu primeiro Acto público de apresentação de candidatos às eleições autárquicas de 2017. À Assembleia Municipal vai encabeçar a lista Samuel Silva de 37 anos, eng. Civil de profissão e empresário no Bombarral, actual membro da Assembleia Municipal eleito pelo PCP. À Câmara Municipal a CDU vai levar como cabeça de lista, a camarada actualmente vereadora eleita pelo PCP, Maria de Los Angeles Oliveira, 59 anos, professora de história na escola secundária do Bombarral.

A CDU apresentou dois camaradas prestigiados no concelho pelo seu trabalho, honestidade e competência demonstrada nos últimos quatro anos na defesa dos interesses da população, dos trabalhadores e do concelho do Bombarral. Dois camaradas que não vão a este combate na companhia de dezenas de outros candidatos e apoiantes, gente honesta, de trabalho, disponíveis para dar a sua participação, confirmando o carácter amplo e unitário da CDU no concelho do Bombarral.

Uma candidatura de Abril, apresentada no dia em que se comemora os 43 anos da Revolução de Abril, por isso uma candidatura comprometida com os valores da Revolução, com a defesa da Constituição da República Portuguesa, com a defesa dos interesses dos trabalhadores e do nosso povo.

Na sua intervenção a camarada Maria de Los Angeles deu nota de um conjunto de propostas apresentadas pela CDU. A intervenção e as propostas apresentadas pela CDU ao longo de todo o mandato, a luta desenvolvida em defesa dos interesses da população, como foi exemplo a luta em torno da melhoria das condições do Centro de Saúde; o acompanhamento feito aos problemas da falta qualidade na alimentação e da falta de meios humanos e físicos no Centro Escolar; a requalificação do mercado municipal; a criação de condições para a instalação de uma zona industrial do Pólo II na produção e na tentativa da criação de mais postos de trabalho no concelho; a luta desenvolvida contra o encerramento dos vários serviços, consagrado na proposta do governo de transferência de competências para as autarquias, entre muitas outras propostas, confirmam um percurso de intervenção marcado pela competência e honestidade no exercício do seu mandato, uma participação norteada pela defesa do interesse público, o respeito pelos compromissos assumidos, o dever democrático da prestação de contas, na defesa do Poder local democrático, assegurando a transparência dos órgãos autárquicos, privilegiando o diálogo e a participação em torno dos problemas locais.

Sem regatear nenhum esforço, a CDU nunca recusou responsabilidades, por isso, os camaradas orgulham-se do trabalho que realizaram e podem afirmar junto da população a CDU é de confiança. A CDU precisa de mais votos e mais eleitos, porque cada voto na CDU é uma possibilidade de alterar as coisas neste concelho.

Foi com esta confiança de quem provou ser capaz de se assumir, mesmo em minoria, como uma voz indispensável, que deu corpo a causas e aspirações locais e assegurou uma presença crítica, exigente e construtiva, de quem tem um vasto património de luta para garantir a defesa dos interesses da população do concelho, que a CDU no Bombarral parte para o trabalho desta importante batalha que são as eleições autárquicas que se vão realizar a 1 de Outubro.

 

Imprimir Email

Apresentação de Candidatos da CDU Nazaré à CM, AM, AF Valado dos Frades

Realizou-se no dia 25 de Abril de 2017 o Acto Público de apresentação dos Cabeça de Listas à CM da Nazaré, AM da Nazaré, AF de Valado dos Frades.

O Acto Público contou com a participação da camarada Etelvina Ribeiro membro do CC do PCP.

tone   joao

CM da Nazaré, António M. Caria Santos                               AM da Nazaré, João Delgado                                                      

samuel

AF de Valado dos Frades, Samuel Oliveira

Imprimir Email

Comissão Concelhia de Peniche do PCP contra encerramento de balcão da CGD

noticia 00118314-580x326

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP apela à luta contra o encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos em Atouguia da Baleia

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP repudia, veementemente, a decisão do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de encerrar a agência de Atouguia da Baleia.

O PCP apela à população da Atouguia da Baleia que se mobilize contra o encerramento deste balcão da CGD, afirma que com a necessária mobilização popular é possível impedir o encerramento e valoriza a posição da Câmara Municipal de Peniche que já expressou a sua indignação perante esta situação e manifestou a sua intenção de encerrar todas as contas que a autarquia possui na CGD caso a CGD avance com o encerramento.

A resistência ao encerramento desta agência da CGD é parte integrante da acção em prol do desenvolvimento coerente e harmonioso do concelho, distrito e território nacional, uma vez que, o fecho dos serviços da Caixa em Atouguia da Baleia surtirá um efeito nefasto nos direitos dos seus trabalhadores, nas populações e, consequentemente, na economia local.

Contrariamente ao que a Administração da CGD afirma, o encerramento de balcões não resolve nenhum dos problemas da banca pública, pelo contrário contribuirá para a diminuição de clientes, abrindo portas a uma ainda maior concentração na banca privada, onde proliferam os capitais estrangeiros.

A demolidora acção contra a Caixa Geral de Depósitos por parte do governo PSD/CDS aliada à voragem do capital financeiro internacional e imposições da União Europeia encontra no governo PS a fraqueza e lassidão na defesa dos interesses nacionais.

Para o PCP, a Caixa Geral de Depósitos é uma empresa financeira estratégica ao serviço do povo e ao desenvolvimento do país. Como o PCP sempre defendeu, é essencial e premente a recapitalização da CGD, mas para reforçar o seu papel de banco público ao serviço das populações, das pequenas e médias empresas e da economia nacional. Não pode servir como subterfúgio para as reformas que estão a ser levadas a cabo, que impõem ao banco público um modelo de negócio típico da banca privada e cujas consequências já se começam a fazer sentir com o encerramento de balcões e seus efeitos negativos para a população, tais como: o despedimento de trabalhadores, o enfraquecimento do banco público e a promoção de interesses rapinantes e especuladores do grande capital económico privado.

A Comissão Concelhia de Peniche do PCP expressa a sua solidariedade aos munícipes, aos trabalhadores e aos agentes económicos e sociais locais, cujos direitos e interesses estão, desta forma, a ser postos em causa. Apela às populações para lutar pela conservação deste balcão na freguesia de Atouguia da Baleia e afirma a disponibilidade do PCP para reunir com todos aqueles que quiserem manter essa dependência em actividade e agregar intenções, descobrir as plataformas e os trilhos para que esta freguesia mantenha este balcão.

Peniche, 8 de Abril de 2017
A Comissão Concelhia de Peniche do PCP

Imprimir Email

NÃO ACEITAMOS O ENCERRAMENTO DOS BALCÕES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS NA CARANGUEJEIRA E NOS POUSOS, LEIRIA

A noticiada intenção do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos de encerrar, mais uma vez, duas dependências no concelho de Leiria, agora na Caranguejeira e nos Pousos, devem merecer o repúdio dos clientes e de todos os que pugnam pelo desenvolvimento coeso do concelho e do território nacional. 

Tal como já acontece com a Freguesia da Maceira, o encerramento dos serviços da Caixa na Caranguejeira e nos Pousos, a concretizar-se, seria gravemente lesivo dos direitos dos seus trabalhadores e das populações e dos interesses da economia local.

Esta medida parece mais destinada a abrir mercado à grande banca privada, onde predominam os capitais estrangeiros, do que a resolver eventuais problemas do banco público. 

A poderosa ação movida contra a CGD desde o governo PSD/CDS e continuada hoje por esses mesmos partidos – alinhados com a vontade do capital financeiro internacional – está parcialmente a produzir os seus efeitos por causa das hesitações, incoerência, compromissos de bastidores e tibieza do governo PS na defesa dos interesses nacionais. 

O Secretariado da Comissão Concelhia de Leiria do PCP manifesta a sua oposição a estes encerramentos e concomitantes despedimentos de trabalhadores e disponibiliza-se para, com todos os que queiram manter essas dependências em atividade, reunir vontades e encontrar as plataformas e os caminhos necessários para que a Caranguejeira e os Pousos mantenham estes balcões. 

Para o PCP, a Caixa Geral de Depósitos é uma empresa financeira estratégica ao serviço do povo e do desenvolvimento do país. 

A necessária e urgente recapitalização da CGD não pode ser o pretexto para “reestruturações” que conduzem ao encerramento de balcões, ao despedimento de trabalhadores, ao enfraquecimento do banco público e à promoção de interesses rapaces e especuladores do grande capital financeiro privado. 

O PCP expressa a sua solidariedade às populações, aos trabalhadores e aos agentes económicos e sociais cujos direitos e interesses são desta forma postos em causa e exorta-os a lutarem pela manutenção destes balcões nestas freguesias.

Leiria, 31 de março de 2017 

O Secretariado da Comissão Concelhia de Leiria do PCP

Imprimir Email

Mais artigos...